Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Angola Websites & Idiomas Skip to Content

Os cientistas da SGS podem realizar o desenvolvimento de ensaios in vitro para você, como, por exemplo, CACo2 e modelos de permeabilidade dérmica. Também temos capacidades para citometria de fluxo em nossos próprios laboratórios.

Nossa equipe tem grande experiência na implementação de ensaios de clientes e no desenvolvimento de ensaios de novo. Nosso laboratórios na França e na Bélgica têm certificação BPL, e as auditorias de rotina das agências locais demonstraram que nossos laboratórios atendem aos elevados padrões de requisitos BPL. Nestas instalações, oferecemos apoio bioanalítico para aproximadamente 100 estudos pré-clínicos por ano.

Nosso serviço de ensaio in vitro e bioensaios com células inclue:

  • Os modelos incluem:
    • Monocamadas: Fornecimento customizado de culturas de fibroblastos primários ou queratinócitos
    • Linhagens de células humanas e animais (L929, Vero, IMR-90, MRC-5, CHO, HL-60, etc.)
    • Modelo dérmico 3D (epiderme – densidade total)
    • Epitélio corneal humano 3D
    • Modelo de epitélio pulmonar humano 3D
    • CACO-2 (modelo do intestino delgado humano)
    • Células sanguíneas humanas isoladas (CMSP, linfócitos, monócitos etc.)

  • Tipos de estudo
    • Funções de barreira e metabólicas como in vivo
    • Absorção percutânea e metabolismo, irritação na pele, sensitização, testes de corrosividade, fototoxicidade, cicatrização de feridas
    • Previsão de irritação ocular potencial de produtos químicos (alternativa para teste Draize in vivo)
    • Absorção intestinal e metabolismo
    • Citotoxicidade de aparelhagem médica
    • Permeabilidade de substâncias de fármacos
    • Toxicidade de API ou excipientes
    • Ensaios de ligação de receptor API
    • Cicatrização de feridas
    • Efeito fisiológico em culturas celulares  
    • Síntese e liberação de biomarcadores
    • Bioensaios para anticorpos neutralizadores
    • Produção de citocina
    • Fagocitose/opsonização
    • Estudo de atividade enzimática intracelular (COX, MPO etc.)
    • Estudo de transdução de sinal (STAT-1, p38 MAPK,P44, AKT/PKB etc.)
    • Tipos de estudo de ativação celular imune e de toxicidade:
      • Biomarcadores (ativação e sinalização de receptores celulares
      • Fagocitose de neutrófilos/macrófagos
      • Opsonização
      • Fototoxicidade
    • Citometria de fluxo: BD FACSCanto II (imunofenotipagem/imunotoxicidade)
    • Imunogenicidade de vacinas
    • Imunidade mediada por células