Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Angola Websites & Idiomas Skip to Content

O fingerprint de petróleo bruto é usado pela SGS para identificar os principais biomarcadores do petróleo bruto para fins de geoquímica de reservatório, reunião de produção e aplicações de mancha de óleo.

A cromatografia de capilar com temperatura programada, combinada à espectrometria de massa, define os componentes específicos de sua amostra de petróleo bruto.

A identificação de importantes marcadores composicionais fornece à sua organização as informações sobre o reservatório fonte e o grau de produção mistruada, e pode identificar a fonte de vazamentos de óleo de tubulações e sistemas de produção. Esse conhecimento é essencial para mapear a extensão e o tamanho de seu reservatório, otimizar a produção combinada e minimizar os custos de remediação.

Técnicas de fingerprint da SGS

O fingerprint de petróleo bruto da SGS utiliza cromatografia de capilar e espectrometria de massa para fornecer informações abrangentes sobre o reservatório. A cromatografia em fase gasosa (CG) de capilar identifica biomarcadores (pristano, fitano e outros isoprenóides) para gerar um traço cromatográfico distinto devido a processos de maturação específicos de degradação biogência e termogênica. Quando combinamos essa técnica à análise de espectometria de massa (medindo as relações massa/carga), é possível fazer comparações ainda mais detalhadas. Juntas, essas duas técnicas oferecem resultados qualitativos e quantitativos para suas amostras. Nossos especialistas oferecem interpretações sofisticadas, que fornecem informações detalhadas sobre a compartimentalização do reservatório, produção combinada e fontes de manchas e vazamentos de óleo.

Contate seu representante SGS para discutir todos os seus requisitos de fingerprint de petróleo bruto.